O que fazer para amenizar as cólicas menstruais

O que fazer para amenizar as cólicas menstruais
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Cólicas menstruais todas as mulheres reclamam pela menstruação, não tem nada mais incômodo do que passar dias sangrando, além do sangramento algumas mulheres ainda sofrem com a TPM (tensão pré menstrual) e cólicas! E pode ter certeza de que a TPM realmente existe.

As cólicas menstruais (também chamadas de dismenorréia) é uma dor intensa na região pélvica (região do baixo ventre). Esta dor é provocada pela liberação de algumas substâncias chamadas de prostaglandinas, estas substâncias causam uma contração na camada interna do músculo uterino, local do útero onde ocorre a gestação, esta contração faz com que haja uma descamação desta região e há saída de sangue em forma de menstruação.Cerca de metade da população feminina sente cólicas em alguma etapa de suas vidas.

As cólicas podem ter duas causas distintas. Uma delas é quando há produção elevada das prostaglandinas na região interna do útero (denominada de endométrio), outra causa pode ser a existência de sérias alterações patológicas no sistema reprodutivo (patologias como a endometriose, miomas, tumores pélvicos, fibromas, estenose cervical e outros). Por isso é muito importante que a mulher que possui cólicas muito intensas e doloridas procure um médico para que possa ser realizados exames para o possível diagnóstico dessas doenças.

A dor sentida nas cólicas pode ser de intensidades diferentes, esta dor pode se irradiar para a região das costas e pernas no período menstrual. Em algumas situações esta dor se torna incapacitante, a mulher não consegue realizar suas atividades diárias devido a dor excessiva.

A dor pode vir acompanhada de outras manifestações como: náuseas, vômitos, dores de cabeça e nos seios e inchaço das pernas e pés.Se suas cólicas são causadas pelo aumento das prostaglandinas, ou seja, não há a existência de nenhuma patologia que possa causá-la, você pode adotar algumas medidas como:

cólicas menstruais
Foto:Divulgação/pt.dreamstime

Dicas para amenizar cólicas menstruais

  1. Descanse bem: é normal sentir-se desanimada e muito cansada durante o período menstrual. O ideal é que você descanse e relaxe, infelizmente muitas mulheres tem que suportar a dor e a fadiga e irem trabalhar. O ideal é que se deite de barriga para baixo, coloque um travesseiro embaixo da barriga e realize uma compressão sobre ela. Esta técnica pode reduzir um pouco as dores e permitir que você durma melhor.
  2. Exercite-se! Faça exercícios físicos como yoga, alongamentos, caminhadas ou passeios de bicicleta. Os exercícios liberam uma substância denominada de endorfina, que ameniza as dores e te deixam com uma sensação de bem estar e tranquilidade.
  3. Consuma os alimentos certos: alguns alimentos tem a capacidade de agir relaxando os músculos e tem propriedades anti-inflamatórias. Os alimentos mais indicados são: banana, beterraba, aveia , tofu, couve, abobrinha e salmão.
  4. Evite ingerir alimentos gordurosos: como frituras, hambúrguer, bacon, biscoitos e embutidos. Evite também beber café, chá preto e refrigerantes. Estes alimentos causam um aumento na produção de hormônios causadores de fortes contrações uterinas.
  5. Fique calma: Fuja de momentos estressantes que possam te deixar nervosa e irritada, isso acaba aumentando a dor.
  6. Beba chás: o chá de canela por exemplo, tem uma grande capacidade de analgesia (diminuição da dor), também irá te deixar mais calma.
  7. Bolsa de água quente: coloque uma bolsa de água quente (não muito quente, pode ser morna) em cima da região pélvica onde se localiza a dor.
  8. Massageie: realize massagens na região abdominal e nos pés. As massagens promovem uma melhora no relaxamento dos músculos uterinos, reduzindo as contrações e a dor.

É importante que você saiba avaliar a intensidade da dor que está sentindo,  se ela se tornar muito intensa e fora dos padrões habituais, procure um médico, sua dor pode estar sendo causada por alguma doença.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *