Dieta da Proteína ou Dieta Atkins como funciona, cardápio e alimentos

Dieta da Proteína ou Dieta Atkins como funciona, cardápio e alimentos
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Dieta da proteína ou  dieta atkins para atender as necessidades das pessoas que estão em busca do emagrecimento cada vez mais as clínicas de estéticas, laboratórios que manipulam suplementos alimentares e nutricionistas criam novos métodos, procedimentos, dietas e até mesmo remédios que ajudam a se livrar das incômodas gordurinhas que causam um volume indesejado no corpo. O mais recomendado pelos médicos é sempre tentar aliar a prática de exercícios físicos com uma dieta equilibrada, livre de gorduras, mas que ao mesmo tempo forneça os nutrientes necessários para promover um emagrecimento saudável.

Uma das novas tendências em dietas é a que tem um cardápio à base de proteína. A novidade veio diretamente de um estudo realizado na Universidade Harvard, nos Estados Unidos, onde o pesquisador George Blackburn pôde observar que existem proteínas que não são fabricadas no organismo humano, e que essenciais para a sobrevivência do indivíduo. A partir desta descoberta, foi montado um programa alimentar, contendo alimentos que não são extremamente calóricos e que ajudam no emagrecimento.

A dieta da proteína permite que a pessoa elimine as calorias indesejadas sem fazer utilizar de métodos absurdos, como, por exemplo, deixar de se alimentar, pois se ela for seguida disciplinarmente o corpo terá acesso aos nutrientes que precisa para fazer com que os órgãos funcionem corretamente, o metabolismo seja acelerado e consequentemente haja a perda de peso.

O que é a dieta da proteína?

A dieta da proteína é um programa alimentar que consiste somente na ingestão de alimentos ricos em proteínas, que é um nutriente fundamental para a otimização do funcionamento de todos os órgãos responsáveis pela digestão e eliminação das substâncias desnecessárias para o organismo. Normalmente esta dieta é realizada por um período de tempo, que deve ser determinado conforme os quilos que a pessoa pretende perder, dessa maneira é possível montar um cronograma para ser seguido até que o objetivo seja alcançado.

Além disso, as proteínas são responsáveis por evitar que aconteça no organismo o processo de Cetose, que é quando ele consome todos os estoques de gordura do corpo para que haja a geração de energia, possibilitando ao indivíduo ficar ativo para realizar as suas atividades. Embora isto provoque o emagrecimento, não é a maneira mais recomendável e saudável para perder peso, pois pode causar tonturas e desmaios.

Como funciona a dieta da proteína?

Ao consumir os alimentos que são ricos em proteínas, estas substâncias irão desenvolver no corpo o efeito termogênico, ou seja, atuarão na queima de gorduras, eliminando o excesso que está localizado nos tecidos internos. Além disso, também ocorre a aceleração do metabolismo, fazendo com que as calorias sejam eliminadas em menor tempo, uma vez que o estoque de gordura tende a ser reduzido de maneira saudável. Outro benefício da dieta da proteína é a sensação de saciedade que ela provoca, o que a impede o indivíduo de comer mais do que o necessário para a sua nutrição.

Por fim, para otimizar o efeito da dieta é necessário praticar atividades físicas, o que também contribui para a ativação do metabolismo, que cumpre um papel fundamental na redução de gorduras. Além disso, é importante ressaltar que é preciso fazer uma dosagem dos alimentos protéicos que serão consumidos, pois se eles forem ingeridos em excesso podem causar o efeito contrário, ou seja, engordar em ao invés de emagrecer.

Alimentos da dieta da proteína

Comidas permitidas: Abobrinha verde, Acelga, Agrião, Água com gás, Alface, Aspargos, Atum, Aves, Azeite, Azeitona com tempero, Bacalhau, Bacon, Berinjela, Brócolis, Camarão, Caranguejo, Carnes, Caviar, Cebola, Cenoura, Chicória, Chuchu, Cogumelo, Couve, Couve-flor, Espinafre, Frango, Jiló, Lagosta, Limão, Lingüiça, Manteiga, Margarina, Mexilhões, Nabo, Omelete, Ostra, Ovos, Peixe, Pepino, Pimenta, Pimentão, Presunto, Queijos industrializados, Quiabo, Rabanete, Repolho, Sal, Salada verde, Salaminho, Salsa, Sashimi, Sopa de legumes, Sukiaki sem macarrão, Tomate e Vagem.

Bebidas permitidas: Chá, Chá-Mate, Chá de Ervas com adoçante, Refrigerantes Light (em poucas quantidades), Café amargo ou com adoçante e Água Tônica Diet.

dieta da proteína
Foto:Divulgação/pixabay

Comidas não permitidas: Abóbora, Açúcar, Adoçantes com Frutose ou Lactose, Almôndegas, Amendoim, Amidos, Arroz, Balas, Balas diet, Banana, Batata, Beterraba, Biscoito, Bolachas, Bolos, Caju, Cará, Carboidratos, Catchup, Catupiry, Cereais, Chicletes, Doces, Ervilhas, Farinha, Feijão, Figos, Frutas, Frutas Secas, Geléia, Leite, Macarrão, Mandioca, Massas em Geral, Mel, Milho, Mortadela, Panquecas, Pão, Passas, Petiscos, Pomarola, Pomodoro, Queijo Fresco e Mineiro, Salsicha, Soja, Sorvetes, Suco de Frutas, Tâmaras, Trigo, Yogurt, grão-de-bico, lentilha, uva, figo, ameixa, caqui, castanha, coco, jaca, marmelo, nêspera, tâmara, amêndoa e tamarindo.

Bebidas não permitidas: Leite, Iogurte, Whisky, Achocolatados, Refrigerantes, Vinho, Água de Coco, Água Tônica, Sucos em Caixinha e Caseiros de qualquer sabor.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *