Como evitar a obesidade e quais são as causas

Como evitar a obesidade e quais são as causas
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Muitas pessoas comem de forma inconsequente, sem perceber os efeitos prejudiciais de uma má alimentação, ainda mais quando são sedentárias. Uma das consequências desse estilo de vida repleto de maus hábitos é a obesidade, além de doenças graves que podem surgir. Essa é considerada uma condição médica, na qual é observada um acúmulo de tecido adiposo em grande quantidade, ao ponto de ter um resultado prejudicial para a saúde.

Quais são as causas da obesidade

Para saber se a pessoa é obesa é só descobrir se o Índice de Massa Corporal (IMC) é maior que 30 kg/m². Para isso, divida o peso do indivíduo pelo quadrado da sua altura. Uma das causas da obesidade é a combinação de uma alimentação excessivamente calórica com a falta de atividades físicas.

Além disso, pessoas que são geneticamente suscetíveis a obesidade tem mais chances de desenvolver esse problema. O que pode também estimular o acumulo de gordura é o consumo de medicamentos, distúrbios endócrinos e transtornos mentais.

Mesmo que as pessoas obesas se alimentem pouco ganham peso em função da lentidão do metabolismo. Normalmente, a maioria dos obesos comem alimentos repletos de energia, mais que as outras pessoas. Em razão de possuírem uma massa corporal maior, como consequência tem mais necessidades energéticas.

A obesidade é uma das principais causas de morte no mundo, mas poderia ser evitada se houvesse um trabalho conjunto entre o poder público e a sociedade para reduzir os índices de obesidade na população.

Doenças que surgem com a obesidade

A pessoa obesa tem mais tendência a desenvolver muitas doenças, por exemplo: diabetes do tipo 2, osteoartrite, apneia do sono, doenças cardiovasculares, complicações metabólicas, desgaste dos ossos e articulações, problemas respiratórios e urinários, além da possibilidade do surgimento de um câncer.

Tratamento para a obesidade

Para tratar a obesidade é preciso praticar exercícios físicos e uma dieta balanceada. Deve haver uma redução no consumo de alimentos ricos em gorduras, sal e açúcar. Alimentos altamente calóricos devem ser trocado por fibras dietéticas, muitos legumes, verduras e frutas.
O primeiro passo para emagrecer é consultar um nutricionista que solicitará exames para prescrever uma dieta adequada ao seu perfil. Em alguns casos, regimes não são suficientes, sendo assim o médico indica a cirurgia de redução do estômago.

Problemas psicológicos e sociais causados pela obesidade

Devido ao excesso de peso, o obeso acaba se isolando dos amigos, colegas e familiares por ter uma auto-estima baixa. Isso prejudica a saúde mental do indivíduo, o que pode desencadear um quadro de depressão. Além disso, pessoas obesas passam por muitas discriminações no trabalho, na escola e na rua. Geralmente tem dificuldades para conseguir um emprego ou se encaixar em um grupo de amigos. Em alguns casos, a pessoa precisa ingerir medicamentos antidepressivos para se recuperar.

Foto:Divulgação/Pixabay
Dicas para evitar a obesidade

Tenha um estilo de vida ativo, caminhe ou faça exercícios físicos;
Prefira alimentos saudáveis;
Controle seu peso;
Beba dois litros de água por dia;
Uma vez ao ano faça exames de sangue de rotina;
Se esforce para ficar longe de alimentos pouco saudáveis;
Acrescente alimentos termogênicos em suas refeições diárias, como gengibre e canela em pó;
Invista na reeducação alimentar e mude seu estilo de vida;
Prefira comer frutas e vegetais, evitando produtos industrializados;
Evite frituras, prefira alimentos cozidos, grelhados ou assados;
Tente diminuir o consumo de bebida alcoólica e refrigerantes;
Evite alimentos enlatados e congelados;
Leia os rótulos dos produtos, observe a quantidade de calorias e gorduras;
Pratique exercícios físicos regularmente, pelo menos três vezes por semana.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *