Quetiapina como tomar e quais são os efeitos colaterais

Quetiapina como tomar e quais são os efeitos colaterais
5 (100%) 1 voto Gostou Do Artigo?Deixe Seu Voto

Quetiapina pertence a um grupo de medicamentos denominados antipsicóticos que ajudam a controlar os sintomas de uma doença mental chamada esquizofrenia. Os sintomas incluem delírio (ter pensamentos estranhos ou anormais), alucinações (ouvir sons inexistentes ou ver coisas que não existem), ter comportamentos incomuns, que podem ser agressivas,chegando ao isolamento social.

A descoberta, nos anos cinquenta, de clorpromazina revolucionou o tratamento farmacológico da esquizofrenia. Os antipsicóticos introduzidos posteriormente, até a aparição de clozapina, denominados convencionais ou tradicionais, não trazem benefícios em termos de eficiência em relação à clorpromazina, mas apresentam diferenças em relação ao perfil de efeitos adversos e formas de dosagem.

Os antipsicóticos atípicos surgem para tentar superar os problemas terapêuticos convencionais, que incluem a falta de eficiência em alguns pacientes, o efeito modesto sobre os sintomas negativos e o risco de aparecimento de efeitos adversos, especialmente sintomas discinesia tardia e hiperprolactinemia.

A quetiapina é um antagonista de diversos receptores de neurotransmissores; apresenta uma baixa afinidade pelos receptores D1 e D2 de dopamina e algo maior pelo receptor de serotonina 5HT2, moderada por alfa-1-adrenérgicos e por H1 de histamina, e insignificante por muscarínicos8-10. O perfil de ligação a receptores lembre-se à clozapina, mas a quetiapina apresenta uma menor afinidade por todos os tipos de receptores, podendo produzir menos efeitos, anticolinérgicos e antiadrenérgicos7.

A ocupação dos receptores dopaminérgicos D2 foi determinado com tomografia por emissão de fotão único (PET) em pacientes com esquizofrenia tratados com quetiapina; a taxa de ocupação é moderado (58-64%) e de transição, de forma que diminui para valores mínimos (0-27%) ao final do intervalo de dosagem (12 h)8. Uma ocupação elevada destes receptores (75-80%) relaciona-se geralmente com o aparecimento de efeitos adversos.

A absorção de quetiapina é rápida, mas as variações na biodisponibilidade não refletem um efeito clínico mayor5. A concentração plasmática máxima é alcançada entre 1 e 2 h após a administração oral13. Experimenta um importante efeito de primeira passagem hepática, alcançando a circulação sistêmica 9% de substância inalterada

Como tomar quetiapina

Quetiapina o seu uso, geralmente, em uma dose inicial de 25 mg duas vezes ao dia, com aumentos na dose diária total de 25-50 mg divididos em duas a três doses por dia, no segundo e terceiro dia do tratamento.

Quais são os efeitos colaterais

Os mais frequentes e significativos efeitos colaterais relatados em estudos clínicos controlados com pacientes tratados, a curto prazo, com quetiapina foram: sonolência (17,5%), tontura (10%), constipação (9%), hipotensão postural (7%), boca seca (7%), e irregularidades das enzimas hepáticas (6%).

Quetiapina
Foto:Divulgação/Pixabay

A quetiapina também pode provocar cansaço leve, rinite e dispepsia. Assim como outros antipsicóticos, quetiapina pode levar a um aumento de peso limitado, especialmente durante as primeiras semanas de tratamento. Como outros antipsicóticos, que bloqueiam os receptores adrenérgicos 1, quetiapina pode causar hipotensão ortostática, dor, infecção, hostilidade, em detrimento acidental, hipotensão arterial,náuseas, vômitos, agitação, insônia, nervosismo, acatisia, tremores, depressão, parestesia, faringite, ambliopia.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *